O Prumo de Deus

 

O PRUMO DE DEUS

 

A mensagem do profeta Amós aplicada nos dias atuais

Am√≥s foi um profeta de Deus no 8¬ļ s√©culo antes de Cristo. Foi enviado de Jud√°, o reino do sul, a Israel, o reino mais corrupto ao seu norte, para chamar o povo ao arrependimento. A tarefa de Am√≥s foi dif√≠cil. Sob o governo do rei Jerobo√£o II, a na√ß√£o de Israel vivia na maior prosperidade desde os reinados de Davi e Salom√£o mais de 200 anos antes. Aquele povo, como muitas pessoas religiosas hoje, interpretava a prosperidade como sinal da aprova√ß√£o divina e, por isso, foi resistente aos desafios lan√ßados por profetas como Am√≥s. Mas Jerobo√£o II, como todos os reis do Norte antes e depois dele, foi um homem desobediente ao Senhor. Depois de s√©culos de idolatria e rebeldia, o povo estava chegando cada vez mais perto do castigo de Deus.
 
Vamos observar alguns dos temas das prega√ß√Ķes de Am√≥s para ver, depois, aplica√ß√Ķes nos dias de hoje.
 
Um povo abençoado pode perder o favor de Deus
 
Houve uma √©poca em que o povo de Israel foi muito privilegiado. Deus o chamou da escravid√£o no Egito e lhe deu a terra de Cana√£. Mas, ele prometeu castigar a na√ß√£o se ela se tornasse desobediente (3:1-3). Israel tinha um passado glorioso, mas, na √©poca de Am√≥s, n√£o estava mais servindo ao Senhor. O problema foi simples ‚Äď eles deixaram de andar conforme a vontade de Deus: ‚ÄúAndar√£o dois juntos, se n√£o houver entre eles acordo?‚ÄĚ (3:3). [Nota: Cita√ß√Ķes neste artigo que n√£o incluem o nome do livro s√£o de Am√≥s]
 
O povo se acostumou tanto com a sua prosperidade e o conforto que gozava que n√£o conseguia nem imaginar um castigo severo. N√£o esperava a justi√ßa de Deus, embora seus atos estivessem invocando a ira do Senhor sobre a na√ß√£o rebelde: ‚ÄúV√≥s que imaginais estar longe o dia mau e fazeis chegar o trono da viol√™ncia‚ÄĚ (6:3).
 
Pode nos surpreender descobrir que este mesmo povo rebelde ainda mantinha diversas pr√°ticas religiosas. Hoje em dia, muitas pessoas acham suficiente fazer parte de alguma igreja e aparecer com alguma freq√ľ√™ncia nas reuni√Ķes de louvor, talvez levando alguma oferta √† igreja. Devemos congregar em uma igreja fiel (Hebreus 10:24-25), e devemos fazer as nossas ofertas (2 Cor√≠ntios 9:7), mas Deus quer mais. O povo de Israel levava sacrif√≠cios di√°rios e levava os d√≠zimos at√© duas vezes por semana (4:4), mas Deus o rejeitou! Apesar de participarem de alguns atos de adora√ß√£o, esses israelitas n√£o se converteram ao Senhor (4:6,8,9,10,11). Mesmo pessoas que freq√ľentam uma igreja e ofertam seu dinheiro podem ser rejeitadas pelo Senhor!
 
O Prumo de Deus (Amós 7:1-9)
 
No in√≠cio do cap√≠tulo 7, Am√≥s relata uma s√©rie de tr√™s vis√Ķes de julgamento: os gafanhotos, o fogo consumidor e o prumo. Nas duas primeiras, Deus atendeu √†s s√ļplicas do profeta e desistiu dos seus planos de destruir a na√ß√£o. Mas na terceira vis√£o, Deus deixou claro que n√£o voltaria atr√°s. Israel seria julgado.
 
Amós viu um muro levantado a prumo (7:7). Israel foi construído conforme a planta de Deus, cumprindo as profecias dadas a Abraão, Isaque e Jacó. Quando se trata do povo de Deus, devemos lembrar que a casa pertence ao Senhor. Ele fez a planta original. Israel começou bem, conforme o plano de Deus.
 
O Senhor tinha um prumo na m√£o e disse que poria um prumo no meio do povo (7:7-8). Deus voltou, s√©culos depois da constru√ß√£o original de Israel, para ver se o edif√≠cio ainda estava reto segundo a planta original. A mesma medida usada na constru√ß√£o √© utilizada para fiscalizar a obra s√©culos depois. Deus n√£o procurava altera√ß√Ķes e ‚Äúmelhoramentos‚ÄĚ humanos. Ele queria um povo fiel √†s instru√ß√Ķes originais. Jesus disse que ele nos julgar√° pela palavra revelada no primeiro s√©culo (Jo√£o 12:48). Devemos nos preocupar com a nossa fidelidade √† planta original.
 
Deus levanta com a espada na mão (7:8-9). Quando a casa não passou na fiscalização divina, Deus mandou derrubá-la! Entendendo a severidade de Deus contra o povo que desviou de seu propósito original, quem teria coragem hoje de mudar alguma coisa na casa dele?
 
A Rejeição de Amós (Amós 7:10-13)
 
Quando Am√≥s transmitiu a mensagem de Deus ao povo, ele enfrentou forte oposi√ß√£o. Amazias, sacerdote de Betel, op√īs-se ao trabalho de Am√≥s e tentou expuls√°-lo do pa√≠s (7:10-13). Considere as t√°ticas e os argumentos dele:
- Usou a sua influência política, pois não tinha argumento das Escrituras (7:10).
- Usou o povo ‚Äď e n√£o a palavra de Deus ‚Äď como padr√£o, dizendo: ‚Äúa terra n√£o pode sofrer as suas palavras‚ÄĚ (7:10-11).¬†
- Desprezou o profeta de Deus por ser estrangeiro ao invés de considerar a mensagem dele (7:12). Amós não escolheu o lugar de seu nascimento, mas decidiu ser fiel ao Senhor e pregar a palavra pura de Deus.
- Defendeu seu ‚Äúterrit√≥rio‚ÄĚ com a autoridade dada pelos homens, citando o santu√°rio do rei ‚Äď n√£o de Deus! ‚Äď e o templo do reino ‚Äď n√£o do Senhor! (7:13).
 
A Resposta do Profeta (Amós 7:14-17)
 
Am√≥s n√£o foi intimidado pela censura de Amazias. A r√©plica dele consiste de tr√™s pontos importantes, que ensinam li√ß√Ķes importantes para os dias de hoje. Considere as palavras de Am√≥s:
 
‚ÄúN√£o sou profeta, nem disc√≠pulo de profeta‚ÄĚ (7:14). Am√≥s n√£o tinha o ‚Äúpedigree‚ÄĚ certo para impressionar os homens. Na linguagem moderna, ele teria dito que n√£o fez semin√°rio, nem curso superior de teologia. Ele veio da ro√ßa para pregar a palavra de Deus! Ele n√£o pertencia a algum ‚Äúclube de pastores‚ÄĚ que se elevava acima das pessoas comuns, e at√© acima da pr√≥pria palavra de Deus.
Am√≥s seria bem-vindo na maioria das igrejas hoje? Pedro poderia pregar nelas? Jo√£o Batista, com suas roupas r√ļsticas e costumes esquisitos, poderia subir aos p√ļlpitos nas igrejas nas nossas cidades? O pr√≥prio Jesus, rejeitado pelos l√≠deres religiosos de sua √©poca, seria aceito pelos l√≠deres hoje?
Muitas igrejas hoje se preocupam muito em impressionar o mundo. Sua literatura e seus sites na Internet destacam os feitos profissionais e educacionais dos homens. N√£o d√° nem para imaginar Pedro apresentando ‚Äúo nosso irm√£o, o famoso Doutor Paulo, formado em teologia na escola de Gamaliel, reconhecido internacionalmente como mission√°rio de renome...‚ÄĚ. O pr√≥prio Paulo considerava tais qualifica√ß√Ķes ‚Äúcomo refugo‚ÄĚ (Filipenses 3:4-11) e determinou pregar apenas a mensagem simples e importante de Jesus Cristo crucificado (1 Cor√≠ntios 2:1-5). As igrejas de hoje que engrandecem as qualifica√ß√Ķes carnais dos homens devem sentir profunda vergonha diante de exemplos como Am√≥s, Jo√£o Batista, os ap√≥stolos e o pr√≥prio Jesus.
 
Mas o Senhor me mandou pregar (7:15). A √ļnica autoriza√ß√£o que precisamos para pregar a palavra de Deus √© a ordem do Senhor! N√£o depende de diploma, certificado ou qualquer outro documento humano. Jesus enviou seus ap√≥stolos ao mundo (Mateus 28:18-19), e estes equiparam outros servos, que ensinaram outros a continuar fazendo o trabalho do Senhor (2 Tim√≥teo 2:2).¬†
 
Você pode tentar proibir a pregação da verdade, mas não mudará nada da vontade de Deus. Sua rejeição trará a ira de Deus sobre você (7:16-17).
 
O Prumo de Deus Hoje
 
A constru√ß√£o deve ser uma casa espiritual com Jesus como a pedra angular (1 Pedro 2:1-8). Ilustra√ß√Ķes como esta nos convidam a examinar as nossas pr√°ticas √† luz das Escrituras, comparando a planta de Deus com o muro torto dos homens. Como o prumo deve ser aplicado hoje? Considere alguns exemplos:¬†
¬†¬†-¬†Pregar Cristo ou pregar doutrinas dos homens (1 Cor√≠ntios 2:1-2,5)? Em muitas igrejas hoje, prega√ß√Ķes e aulas t√™m pouco conte√ļdo b√≠blico e muitas id√©ias de psic√≥logos querendo deixar os ouvintes se sentirem bem. Paulo nos alertou deste perigo e nos deu a resposta certa (2 Tim√≥teo 4:1-5).¬†
   - Louvar a Deus, conforme a sua vontade, ou fazer show para atrair os homens? 
¬†¬†¬†- Respeitar as instru√ß√Ķes de Deus sobre a lideran√ßa nas igrejas, ou escolher homens e mulheres conforme a vontade da sociedade?¬†
   - Pregar tudo que a Bíblia diz sobre a salvação, ou diluir a palavra para tentar facilitar o ingresso no reino? 
¬†¬†¬†- Abrir m√£o do materialismo e das coisas que o mundo valoriza, ou pregar a prosperidade e a sa√ļde como direitos dos fi√©is?
 
A Fiscalização de Deus
 
A mensagem de Am√≥s n√£o foi bem aceita, mas foi verdadeira. Ele avisou o povo do perigo de ser religioso sem ser obediente a Deus. Agora, mais de 2.700 anos mais tarde, o que n√≥s faremos com a mensagem deste profeta? Se Deus ficasse no meio do povo religioso hoje ‚Äď seja cat√≥lico, seja evang√©lico ‚Äď com seu prumo na m√£o, qual seria o resultado da fiscaliza√ß√£o?
Se o muro está torto, devemos ter coragem para derrubá-lo e voltar à planta original!
 

 



www.casadosenhor.com.br
Salvar em PDF
Compartilhar

Estudos Bíblicos. Rádio Web Nova Vida - Bíblia Online

Minist√©rio Internacional Casa do Senhor. © 2003-2018 Todos os direitos reservados. ®